Gravação do CD Ainda resta um grão de areia

Pré gravação

No início, tínhamos decidido que o álbum seria gravado totalmente em estúdio. Foi então que o nosso produtor, W. Bala, após ouvir as composições, nos deu uma sugestão: por que não gravar um CD ao vivo e captar as imagens? As opiniões se dividiram! Metade da banda se sentiu desafiada e apta para o desafio proposto, a outra metade achou a proposta bastante ousada. Gravamos o primeiro CD ao vivo, mas agora o segundo projeto estava tomando proporções bem maiores do que no início tínhamos imaginado. Depois de muita conversa e oração, decidimos encarar essa nova experiência juntos.

Sabíamos que para gravar esse novo trabalho precisaríamos mobilizar muitos profissionais e, mais uma vez, nossa igreja e amigos. E, mais uma vez, estavam todos dispostos a nos ajudar.
Que período de luta! Que período de espera! Que período de total dependência do Senhor! Em todos os sentidos víamos a necessidade de buscar, de clamar e de esperar em Deus. Sem dúvidas, esse tempo de pré-gravação gerou em nós esperança. Sabíamos que tudo daria certo, só não sabíamos como.

E então tudo foi se ajeitando: o pst Jairo Junior e a liderança dos jovens nos abençoaram cedendo o culto de domingo para a gravação; empresários foram levantados por Deus para nos ajudar financeiramente; oportunidades para aquisição de novos equipamentos apareceram; uma equipe se colocou à disposição para nos ajudar no que fosse preciso e profissionais facilitaram formas de pagamento para que pudéssemos concretizar esse sonho.

Deus é fiel e surpreendeu

Como já sabemos, Deus é fiel! Como Ele é perfeito! E Ele sempre nos surpreende! Uma semana antes da gravação, nossos amigos Leozão e Juliana Bastos foram até o estúdio em um dia que estávamos ensaiando, apresentaram a “Queremos Ver Sua Glória” fazendo voz e violão, perguntaram o que tínhamos achado (e é claro que amamos) e então nos presentearam com essa canção tão linda que engrandece o nome do nosso Senhor e mostra a entrega que desejamos ter em todo tempo por tudo que Deus é!
E então, a semana voou! É o esperado quando temos milhões de coisas para fazer. Quando nos demos conta, o tão esperado dia tinha chegado.

Sim, o tão esperado dia chegou!

Tantas coisas para definir, tantas coisas para escolher, tantos profissionais envolvidos esperando que organizássemos todos os detalhes para que eles pudessem atuar, tanta expectativa e tanto cansaço… Tudo ao mesmo tempo! Temos que confessar que por diversas vezes pensamos em adiar a data, mas quando alguns medos e inseguranças tentavam nos abalar, Deus nos sustentava e nos fazia prosseguir.

Na sexta-feira anterior à gravação, lá estávamos nós, madrugada adentro, definindo o set list, ensaiando para termos segurança na técnica, gravando cada música para ouvirmos e corrigirmos os errinhos que insistiam em aparecer. No sábado, aquela correria para organizar o altar, montar o cenário, definir o posicionamento das câmeras, testar a iluminação e, mais uma vez, lá estávamos nós, madrugada adentro, subindo no forro da igreja para direcionar a iluminação, tirando uma soneca no chão entre as fileiras de bancos da igreja assim que algum ajuste fosse necessário e não precisassem da nossa ajuda, conversando e comendo para que o sono não nos vencesse e fazendo um ensaio-geral para passar o som. Quando percebemos, já era domingo!

Combinamos de nos encontrar na igreja às 14h. Fizemos um ensaio-geral e percebemos que estávamos começando a ficar nervosos. Faltava pouco tempo para o início da gravação. Que frio na barriga!

Trinta minutos antes do início do culto, nos reunimos com a nossa família, amigos e pastores para orar. A presença do Espírito de Deus era palpável. Nem queríamos sair dali com receio de perder essa sensibilidade. Nos dois dias anteriores estávamos tão tensos com toda a organização e aquele momento de oração estava nos revigorando e nos encorajando a encarar essa responsabilidade!

No altar a alta tensão e coração batendo mais forte

Hora de subir no altar do Senhor! O nosso corpo estava respondendo à tensão do momento: coração batendo mais forte, boca seca, mãos suadas… Mas algo era muito mais forte e estava ganhando cada vez mais espaço: a paz que excede todo entendimento! Então, foi aí que tivemos a certeza de termos feito tudo o que estava sob nossa responsabilidade e que, a partir daquele momento, tudo aconteceria de acordo com a vontade de Deus. E essa sempre foi a finalidade de gravar um álbum ao vivo: permitir o agir de Deus não só nas pessoas que estão sendo levadas à adoração, mas também em nós que estamos sendo usados como instrumentos. E é essa sensação que nos impulsiona a continuar, é esse desejo pela presença de Deus que nos incentiva a buscar cada vez mais.

Que noite linda! Quanto apoio recebemos de nossa igreja! As pessoas abraçaram o nosso projeto e acreditaram nele juntamente conosco! E acreditamos ser essa a melhor forma de experimentar o amor de Deus: a união para ajudar, a união para se doar, a união para adorar. Foi inesquecível! A noite do dia 27/11/2016 estará gravada para sempre em nossos corações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *